29 maio 2007

Sem Resposta

Sem Resposta

(luka)


Tire um pouco o peso das minhas costas
Falta pouco tempo pra eu ir embora
e eu nem sei se vou voltar

Trilhe seu caminho faça suas apostas
Mas não me deixe aqui sozinho sem respostas
Que eu nem sei onde encontrar

Eu sou apenas uma criança indefesa
Você parece uma caixinha de surpresas
Se for assim meu bem, adeus

Não to te pedindo prá ficar
Não vou te encher de promessas
Eu te quero bem, mas no amor eu tenho pressa

Vá se acostumando com a minha ausência
Faça logo as pazes com a sua consciência
E veja se você errou

Trilhe seu caminho faça suas apostas
Mas não me deixe aqui buscando as respostas
Que você nunca encontrou

Voce parece uma criança indefesa
Você parece uma caixinha de surpresas
Se for assim meu bem, adeus

Não to te pedindo prá ficar
Não vou te encher de promessas
Eu te quero bem, mas no amor eu tenho pressa
Não to te pedindo pra ficar
Não vou te encher de promessas
Eu te quero bem...

2 comentários:

Magaleando disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Magaleando disse...

"e mesmo que eu encontre um caminho diferente, que aproxime o eu de mim, e afaste o eu da gente, eu vou tentar"

"e nossa história não estará pelo avesso assim, sem final feliz, teremos coisas bonitas pra contar..."